Shampoo a seco danifica o cabelo?

Especialistas explicam os problemas do uso em excesso no inverno de ahampoo seco no cabelo.

Shampoo a seco danifica o cabelo

Nas temporadas em que o clima está muito frio, a rotina de cuidados capilares pode ser alterada e o aumento no uso de shampoos a seco faz com que algumas questões sobre sua eficácia sejam levantadas, e aqui buscaremos respondê-las. 

O que é o shampoo seco e como ele funciona? 

O Dr. Ronaldo Borges (@drronaldoborges), médico anestesiologista e tricologista expõe que o produto apesar de ter essa premissa, não limpa o cabelo, e sim faz com que a oleosidade seja disfarçada por meio de seus componentes químicos, como o álcool e o amido. Apesar de ter fragrâncias agradáveis, ele serve para mascarar a aparência até a próxima lavagem.

Segundo o atuante em dermatologia Dr. Misael do Nascimento (@dr.donascimento), utilizar a substância de forma exagerada pode entupir os folículos pilosos, o acúmulo no couro cabeludo pode causar coceira o que muito provavelmente levaria a uma foliculite (inflamação do folículo piloso) , o que aumentaria a probabilidade de uma infecção bacteriana ou de fungos no folículo piloso. 

Os especialistas concordam que a consequência mais visível da aplicação é a quebra (por desidratação e ressecamento) e a  queda do cabelo pela foliculite. A quebra ocorre porque há presença de álcool, que pode ressecar os fios, já a queda está relacionada à saúde do couro cabeludo. “Quando o cabelo emerge de um folículo que foi danificado por uma infecção bacteriana ou fúngica, a fibra capilar não está firmemente ancorada dentro do folículo. O novo cabelo é mais propenso a cair”, explica Misael.

Quais os benefícios de usar o shampoo a seco?

Entretanto, os profissionais levantam possíveis benefícios do shampoo a seco e a causa de sua popularidade ter aumentado no clima ameno: ele evita que você tenha que lavar o cabelo com repetição, considerando que alguns dermatologistas recomendam que a lavagem não seja feita todos os dias. Além disso, ele economiza tempo, pois pode ser usado em qualquer lugar, sem ter o processo tradicional durante o banho.

Ronaldo Borges diz que a maneira correta de usar o produto é que ele não seja um substituto do shampoo e condicionador comuns, e deve-se seguir as instruções do frasco, aplicando da raiz do cabelo até a ponta, para eliminar o excesso de óleo quando necessário. 

“A indicação é de fazer o uso no máximo por dois dias seguidos. Quem está no processo de perda ou queda, tem que se atentar ao utilizar, e também aos usuários gerais, o shampoo a seco não deve fazer parte da rotina diária de cuidados capilares”, completa.

Para a Dra. Luíza Archer (@draluizaarcher) - Dermatologista com ênfase em cosmetologia natural, o item teria uma possível ligação com o câncer de ovário. 

Alguns shampoos secos comerciais contém talco. O talco é um mineral que, em seu estado natural, pode conter partículas de amianto, um conhecido agente cancerígeno. Hoje, os pós de talco feitos para uso cosmético nos Estados Unidos não podem conter amianto. Recentemente, surgiram preocupações sobre uma possível ligação entre pó de talco sem amianto e câncer de ovário. 

Não há risco conhecido de câncer de shampoos secos que contém talco, mas a Sociedade Americana do Câncer incentiva as pessoas preocupadas com o risco de câncer a evitar o uso dos produtos até que mais pesquisas sejam feitas.

Embora seja mais fácil sair e comprar o produto na farmácia, você precisa entender que eles vêm com uma longa lista de ingredientes prejudiciais. Um shampoo com composição livre de toxinas e a base de ativos naturais e seguros é a melhor solução para lavar adequadamente sem agredir a pele e o cabelo.

Receita de shampoo a seco natural

Aveia + bicarbonato de sódio ( +corante adicional em pó na cor desejada para esconder a raiz). 

2 colheres de aveia;

2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio;

Combine quantidades iguais de aveia e bicarbonato de sódio finamente misturados. Massageie isso em suas raízes oleosas e escove qualquer excesso da raiz às pontas.

- - - - - - - - - - - - - - -

FONTES: Dr. Ronaldo Borges - O médico anestesiologista e tricologista carioca, Dr. Ronaldo Borges tem mais de uma década de atuação com os mais diversos tipos de pacientes e, posteriormente a anestesiologia, se especializou em transplante capilar, área onde se destaca. 

Dr. Misael do Nascimento – O Dr. Misael do Nascimento médico atuante em dermatologia com ênfase ao público masculino. Ele se destaca, principalmente, por suas técnicas de tricologia e protocolos reconhecidos mundialmente no combate à queda de cabelo e cuidados com a barba.

Dra. Luiza Archer é médica atuante em dermatologia, com ênfase em cosmetologia natural, dermatologia clínica e estética. Acredita em métodos e tratamentos à base de ativos orgânicos e naturais, respeitando as necessidades e expectativas de cada paciente. Graduada pela Fundação Técnico-Educacional Souza Marques, com mais de 10 anos de experiência em estética natural.  CRÉDITOS - A Dra. Luiza Archer (@draluizaarcher) – Dermatologia com ênfase em cosmetologia natural, clínica e estética – CRM: 52.91136-4