05 set de 2016

Hábitos alimentares saudáveis ajudam a prevenir a doença renal crônica

Categoria:
Saúde

Muito além da boa forma, alimentar-se corretamente está totalmente ligado à saúde dos rins. Nutricionista dá as dicas para prevenção da DRC. A doença renal crônica (DRC) atinge 10% da população mundial. Somente em 2015, foi responsável pela morte de quase três mil brasileiros, segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia. Vários fatores podem levar a doença e até mesmo, quando em estágio mais avançado, a perda dos rins, necessitando então do tratamento através da diálise. O que poucas pessoas sabem que a DRC pode ter relação direta com a alimentação. "As maiores causas de doença renal crônica são a diabetes e a hipertensão arterial, que ambas podem ser controladas pela alimentação e diminuir o risco de doença renal", alerta Jyana Gomes Morais Campos, nutricionista da Fundação Pró-Rim, referência nacional em tratamento e transplantes renais, que completa "ter uma alimentação saudável e equilibrada é o que preserva a saúde dos rins".

A especialista afirma que uma alimentação amiga do rim limita o consumo de sódio e alimentos processados. “Priorizar alimentos naturais na dieta, ajuda e muito a preservar a função renal”, finaliza. Além disso, o sal afeta diretamente a hipertensão e sobrecarrega a função renal. Alguns estudos afirmam que consumo aumentado de sal aumenta mortalidade da população em geral.

Confira abaixo algumas dicas para melhorar a alimentação e ficar longe da doença renal:
Publicidade:


- Reduzir a quantidade de sal, optando por ervas frescas e condimentos;
- Evitar enlatados e produtos em conserva;
- Fique atento a quantidade de sódio em alimentos prontos e congelados;
- Tenha controle do seu peso corporal;
- Controle a pressão arterial, o colesterol e a glicose;
- Realize regularmente exames que detectam doença renal, como a dosagem de creatinina no sangue;
- Coma frutas e verduras frescas diariamente;
- Tome bastante água;
- Faça exercícios físicos regularmente. Para finalizar, a nutricionista dá a dica: "É preciso comer comida de verdade. Fazer a maior parte das refeições com alimentações caseiras e limitar sempre que possível o consumo de produtos processados e industrializados, além, é claro, de tomar bastante líquido".
Assuntos Relacionados

 





Fechar [x]