30 set de 2010

Dez dicas que toda mãe precisa saber na hora de alimentar seu filho

Categoria:
Saúde

Pesquisa do IBGE revela: as crianças brasileiras estão cada vez mais pesadas.

É constante a preocupação dos pais com a alimentação dos filhos. E muitas vezes o “charme” das crianças ao pedir guloseimas e recusar alimentos saudáveis coloca por água abaixo o esforço dos pais em incentivar uma alimentação balanceada e nutritiva.

Dados do estudo de Antropometria e Estado Nutricional da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde, apontam que o excesso de peso foi diagnosticado em cerca de um terço dos meninos e meninas, excedendo assim, em mais de oito vezes a freqüência de déficit de peso.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, a pesquisa sobre aleitamento materno realizada em 2008 apontou que 71,7% das crianças entre 9 e 12 meses já consomem salgadinhos e biscoitos e 11,6% refrigerantes. Hábitos alimentares inadequados na infância podem resultar em obesidade e problemas de saúde no futuro. “A alimentaçãosaudável e educação alimentar devem começar na infância, como forma de prevenção de doenças”, alerta a coordenadora de Nutrição da Unilever, Gisele Pavin.
Publicidade:


Para a nutricionista não é preciso proibir as guloseimas, mas é possível educar com bons exemplos. “A dica é planejar as refeições e montar um cardápio equilibrado e atrativo para todos os dias da semana. Salgadinhos e guloseimas vão saciar o desejo da criança, mas não todas as suas necessidades nutricionais”, destaca Gisele.

Confira 10 dicas de alimentação sugeridas pela nutricionista para a saúde das crianças:

1. Até os 6 primeiros meses de vida o leite materno deve ser o único alimento da criança, após esse período o organismo vai precisar de alimentos complementares como frutas, legumes e verduras.

2. Abuse da criatividade na hora de preparar os pratos. Para a criança a aparência do prato é tão atrativa quanto o sabor. Adicione molhos com poucas calorias – como os feitos com maionese - para agregar sabor às verduras e legumes. As verduras verdes são fontes de vitamina A e C, potássio e ácido fólico, aliados contra a anemia, e o vegetal amarelo rico em vitamina A é indispensável para o desenvolvimento celular e a proteção de pele e olhos;

3. As proteínas são ingredientes de peso na alimentação infantil, pois colaboram com o desenvolvimento dos músculos, pele, cabelo e ossos. Podem ser encontradas em carnes, leite e derivados e leguminosas como o feijão, lentilha e a soja.

4. Prefira sucos e bebidas à base de soja ao refrigerante, pois possuem como benefícios uma quantidade maior de vitaminas e minerais.

5. Atenção aos rótulos. É onde se encontram as informações nutricionais do alimento – produtos com baixo teor de sódio, açúcar, gordura trans e gordura saturada que são ideais para manter a saúde da criança.

6. Os pais podem dar autonomia aos filhos para escolher o que comer, mas dentro das regras alimentares da casa;

7. Seja um bom exemplo! As crianças tendem a repetir o comportamento dos pais. Se a criança observa os pais se alimentando de forma equilibrada, não fará cara feia quando alimentos como legumes e verduras forem oferecidos a ela.

8. Não dê sobremesa como recompensa. É importante que a criança entenda que doces podem fazer parte de uma dieta equilibrada, e que há momentos certos para comê-los.

9. Tenha sempre em casa uma fruteira recheada! Dificilmente a criança pedirá frutas por vontade própria, mas isso pode tornar-se um hábito caso as tenha sempre a sua disposição.

10. Dê preferência aos alimentos fonte de gorduras boas, ômega-3 e ômega-6, presentes em óleos de origem vegetal e seus derivados, como maionese e creme vegetal, no cardápio do seu filho. Elas são gorduras essenciais, pois não conseguimos produzir e precisamos consumir através dos alimentos.

Opção saudável: AdeS Nutrikids
AdeS Nutrikids foi desenvolvido especialmente para crianças e ajuda a manterem uma alimentação saudável e equilibrada. Os produtos são enriquecidos com importantes nutrientes: ferro, cálcio, zinco e vitaminas A, C, E, além disso, a linha não contém conservantes, nem corantes artificiais.

As embalagens de AdeS Nutrikids trazem ainda o selo Minha Escolha, desenvolvido para facilitar a escolha de opções mais saudáveis de alimentos.O logotipo aparece na parte frontal das embalagens dos produtos que cumprem com os critérios de nutrição estabelecidos pela Fundação Internacional Choices, para os nutrientes-chave: gorduras saturadas, gorduras trans, açúcar e sal (sódio).

Para facilitar o consumo dentro e fora de casa, AdeS Nutrikids está disponível no mercado em embalagens de 200 ml e 1 litro, nos sabores Uva e Laranja, linha Frutas, e Chocolate e Morango, linha Original.

Opção saudável: Hellmann’s
Hellmann's oferece diversos sabores de maioneses e molhos para salada, além de ketchup e mostarda. O objetivo da marca é oferecer produtos simples e descomplicados, feitos de ingredientes naturais, agregando sabor, textura diferenciada e prazer às refeições. As maioneses e molhos para salada Hellmann’s não contêm gorduras trans, são fonte natural de gorduras boas, contêm ácidos graxos essenciais que não são produzidos naturalmente pelo organismo – ômega 3 e 6 -, além de vitaminas importantes. O portfólio de Hellmann's também traz produtos light e com baixo teor de colesterol.
Assuntos Relacionados

 





Fechar [x]